Quais seriam os bordões das tecnologias se elas fossem mães?

Quais seriam os bordões das tecnologias se elas fossem mães?

Amanhã (12), celebramos o Dia das Mães. Neste ano, a equipe do TecMundo pensou em uma forma diferente de celebrar essa ocasião: falar sobre tecnologias que representam, quase que fielmente, aquilo que muitas delas já nos falaram em algum momento da vida.

Preparado (ou preparada) para embarcar nessa jornada de identificação e até reconhecer se sua mãe se enquadra em alguma das situações? Então confira a nossa seleção e se prepare para um Dia das Mães diferente no mundo da tecnologia.

1. AirTag: “Se eu for aí e achar…”

Toda mãe funciona como uma AirTag para os objetos dentro de casa. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Toda mãe funciona como uma AirTag para os objetos dentro de casa. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Já vamos começar esse especial de Dia das Mães com uma clássica. Afinal, quem nunca achou que tinha perdido alguma coisa e gritou do cômodo em que está algo como “mãe, onde tá o meu tênis?”. Em resposta, muitas vezes ouvíamos algo como “tá no seu guarda-roupa, não viu? Se eu for aí e achar…”.

E clro que, no mundo tecnológico, a equivalente materna seria a AirTag. E sejamos francos: do jeito que muita gente perde chave, celular e até mesmo carteira, ter esse senso de mãe por perto não é de todo ruim. Muito pelo contrário, já que muitas delas parecem ter uma AirTag para achar todos os objetos da casa.

2. Temporizador digital: “Vou contar até três”

Diz aí: sua mãe também é um temporizador digital? (Fonte: Getty Images/Reprodução)Diz aí: sua mãe também é um temporizador digital? (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Toda criança, em algum momento, já tirou a mãe do sério. Aproveite para tirar a prova nesse Dia das Mães e pergunte quantas vezes ela já te ameaçou com o clássico “vou contar até três”. Seja por uma birra, lerdeza da nossa parte ou algo parecido, é impossível que você nunca tenha ouvido essa clássica frase.

Isso reflete exatamente na função de um temporizador digital, especialmente porque em alguns casos essa conta até o três passava mais rápido do que podíamos imaginar. E, claro, o resultado obtido ao final dessa conta cronometrada era bem variado, tal como acontece com o auxílio da tecnologia.

3. Alexa: “Tudo eu nessa casa”

A Alexa, assim como uma mãe, sabe e faz de tudo um pouco. (Fonte: Getty Images/Reprodução)A Alexa, assim como uma mãe, sabe e faz de tudo um pouco. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Mães são capazes de realizar atividades diversas em uma casa. Elas sabem as melhores receitas, são meteorologistas (nunca ouviu um “leva o casaco que vai esfriar”?), contam piadas e são até mesmo agenda para alguns compromissos.

Espera aí… Essa descrição também bate com o que a Alexa faz. “Alexa, faz isso. Alexa, o que é aquilo? Alexa, me fala aquilo”. Ela é quase uma mãe para muita gente, já que as pessoas perguntam das coisas mais triviais até as mais absurdas para os devices Echo. Você se enquadra neste grupo?

4. Smartwatch: “Olha a hora que você está chegando”

Mães estão sempre de olho no horário dos filhos, funcionando quase como um relógio inteligente. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Mães estão sempre de olho no horário dos filhos, funcionando quase como um relógio inteligente. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Mais um momento especial para relembrar neste Dia das Mães. Na infância, era comum muitas delas limitarem o horário que podíamos ficar na casa dos amigos. Na adolescência, fiscalizavam o tempo e se preocupavam quando chegávamos tarde. Seja em uma situação ou outra, muitas delas atuavam como um verdadeiro smartwatch.

Além disso, há situações em que as nossas mães funcionam como um verdadeiro relógio para não perdermos um compromisso importante, como uma entrevista de emprego. Ou seja: elas estão sempre de olho no tempo.

5. Fechadura smart: “Na próxima vez vou te trancar para fora!”

Outro aviso para quem chega tarde. Se as fechaduras smart tivessem conexão com as mães, certamente muita gente que atrasa no combinado da festinha seria deixado para fora de casa. Ou esse poderia ser um momento em que ela nos prega uma peça porque saímos e esquecemos a chave.

Não importa a situação, uma coisa é certa: muitas mães por aí, de fato, tem uma síndrome de fechadura inteligente. E em muitas dessas situações é para nos pregar uma peça.

6. Cartão de crédito: “Na volta a gente compra”

Sair com a mãe, especialmente na infância, era sinal de dar gasto. Era comida, presente, revista na banca de jornal… Seja qual for a situação, o fato é que nem sempre ela tinha dinheiro, e costumava ganhar tempo soltando o clássico “na volta a gente compra”.

O problema é que, muitas vezes, acabávamos lembrando dessa promessa e forçando nossas mães a comprarem aquilo que queríamos, fazendo com que ela praticamente se tornasse um cartão de crédito. Só não éramos nós que pagávamos a conta, mas ela vinha para alguém (neste caso, as matriarcas).

7. Reconhecimento facial: “Você não é todo mundo”

Mães também possuem tecnologia de reconhecimento facial para os filhos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Mães também possuem tecnologia de reconhecimento facial para os filhos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Getty Images/Reprodução 

“Mãe, por que eu não posso ir à festa se todo mundo vai?”. “Porque você não é todo mundo”. Eis aqui mais uma situação para relembrar neste Dia das Mães, e de fato elas falavam a verdade. Afinal, além do senso de proteção, somos únicos e preciosos aos olhos delas.

Nossas mães são devidamente equipadas com a tecnologia de reconhecimento facial. Você pode estar em lugar com mais um monte de pessoas, mas ela conseguirá te encontrar no meio da multidão. E isso certamente faz de cada um de nós únicos, tal como o registro em um aparelho do gênero.

Sua mãe, se encaixa em alguma dessas situações? Compartilhe a sua mensagem utilizando as nossas redes sociais. Da equipe do TecMundo para todas as mães, um feliz Dia das Mães ao lado daqueles que mais amam!

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress