PornHub usa chatbot para intervir em mais de 4 milhões de buscas por abuso sexual infantil

PornHub usa chatbot para intervir em mais de 4 milhões de buscas por abuso sexual infantil

Um chatbot do PornHub interrompeu 4 milhões de buscas por conteúdo de abuso infantil. Implementada em setembro de 2022, a ferramenta foi pensada para intervir em usuários que consomem esse tipo de conteúdo na internet.

“Os números brutos reais de pesquisas são bastante assustadores”, pontuou o professor sênior da Universidade da Tasmânia, Joel Scanlan, um dos líderes do projeto. Segundo ele, o bot emitiu mais de 4,4 milhões de avisos para intervir em buscas relacionadas a material de abuso sexual infantil (CSAM) no PornHub do Reino Unido.

Aparentemente, o alerta surte efeito sobre os usuários. “Há uma redução significativa na duração da intervenção no número de pesquisas”, pontuou o professor.

O chatbot entrava em contato com o usuário assim que detectava a pesquisa por um termo relacionado a abuso sexual infantil (Imagem: Getty Images)O chatbot entrava em contato com o usuário assim que detectava a pesquisa por um termo relacionado a abuso sexual infantil (Imagem: Getty Images)Fonte:  GettyImages 

Vale ressaltar que a pesquisa contabiliza o número de intervenções, e uma mesma pessoa pode ser notificada múltiplas vezes. O estudo mostra que houve uma “diminuição significativa” de pesquisas por CSAM no PornHub, e parte disso pode ser resultado dos alertas do chatbot.

O PornHub já contém uma lista de 34 mil termos proibidos em múltiplos idiomas para impedir a pesquisa por CSAM. O bot é mais uma das medidas para conter esse tipo de conteúdo, aparecendo assim que o usuário pesquisa um dos termos relacionados.

O chatbot foi desenvolvido em parceria com a Internet Watch Foundation (IWF), uma organização sem fins lucrativos que combate a circulação de CSAM na internet, e a Lucy Faithfull Foundation, uma instituição de caridade que luta na prevenção de abuso sexual infantil.

Intervenção via chatbot

Após detectar uma busca por CSAM, o chatbot entrava em contato com o usuário e iniciava um questionário simples. A pessoa então deveria respondê-lo clicando em botões ou digitando uma resposta e, ao final, era informada que a busca por esse tipo de material é ilegal.

Segundo o site Wired, houve 1.656 solicitações por mais informações através do chatbot, enquanto 490 pessoas clicaram no site “Stop It Now”, também com mais detalhes sobre esse tipo de conteúdo. Por fim, cerca de 68 pessoas entraram em contato com a linha anônima da Lucy Faithfull em busca de ajuda.

O período de testes com o chatbot acabou, mas o chatbot e os avisos continuarão ativos no PornHub do Reino Unido. Atualmente, não há planos para desligá-lo, mas nenhum plano de expansão foi mencionado pelas entidades envolvidas.

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress