O Cozinheiro Assassino: conheça a história real de César Román

O Cozinheiro Assassino: conheça a história real de César Román
Imagem de: O Cozinheiro Assassino: conheça a história real de César Román

Imagem: Divulgação/Netflix

Lançado no dia 10 de maio no catálogo da Netflix, O Cozinheiro Assassino é um documentário em espanhol que conta a história de César Román, que tomou medidas extremas após cometer um assassinato. Embora tenha ganhado certa fama por seus pratos, ele acabou se tornando mundialmente famoso pela morte de Heidy Paz, sua ex-namorada.

Dividida em três episódios, a minissérie mostra detalhes do caso e as evidências que levaram à prisão de Román em 2021 — ele até hoje afirma ser totalmente inocente. A produção é dirigida por Román Parrado e roteirizada por Noemí Redondo e Isabele Paniagua, mostrando um retrato bastante perturbador de uma pessoa capaz de cometer atos aterrorizantes.

Quem era César Roman?

Nascido em 1973 na Venezuela, César Román Viruete ficou famoso em 2016 como o “Rei do Cachopo”, um prato típico da região das Astúrias, na Espanha, que envolve grandes fatias empanadas de vitela com um recheio de presunto e queijo. Antes de se enveredar pela gastronomia, o cozinheiro afirma ter sido jornalista, soldado e o fundador de vários partidos políticos.

Dono do restaurante A Cañada Delic Experience, Román começou a ganhar notoriedade no país, transformando seu negócio em uma franquia e aparecendo em vários programas televisivos. Ele passou a se relacionar com Heydi Paz em abril de 2018, mas o relacionamento não durou muito tempo e, em junho no mesmo ano, ela tinha decidido se afastar do cozinheiro.

Em agosto, Paz parece ter tentado retomar o namoro e voltou à casa de Román para que eles pudessem conversar novamente. Isso aconteceu no dia 5 daquele mês e, desde então, a jovem de 25 anos nunca mais foi vista em público. No dia 13, a polícia encontrou seu corpo dentro de uma mala em um armazém que havia sido incendiado.

Cozinheiro tentou fugir da polícia

Quando o corpo foi descoberto, a polícia espanhola imediatamente passou a considerar Román como o principal suspeito do crime. Não somente o local havia sido alugado por ele, como as autoridades já estavam atentas a seu comportamento, já que ele havia sido denunciado semanas antes por agredir o dono de um bar devido a uma suposta dívida em aberto.

César Roman foi condenado por matar Heidy Paz e tentar esconder seu corpoCésar Roman foi condenado por matar Heidy Paz e tentar esconder seu corpoFonte:  Divulgação/Netflix 

Román já havia deixado para trás sua vida e negócios em Madrid, desparecendo por alguns meses. As autoridades o encontraram trabalhando em um restaurante na cidade de Saragoça, usando um nome falso. A caçada pelo cozinheiro assassino durou três meses, e ele segue preso desde que foi encontrado.

Román sempre negou o crime, mas em 2021 acabou sendo condenado a 15 anos de prisão, que cumpre até hoje. Ele também foi condenado a pagar uma multa de 250 mil euros à mãe e aos filhos de Paz na forma de uma indenização por seus atos.

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress