Lost: eles estavam mortos desde o início? Entenda definitivamente o final da série

Lost: eles estavam mortos desde o início? Entenda definitivamente o final da série

Lançada em 2004, Lost conseguiu se tornar um verdadeiro fenômeno mundial, mesmo em um momento no qual o streaming ainda dava seus primeiros passos. Criada por J.J. Abrams, Damon Lindelof e Carlton Cruise, a produção acompanha um grupo de pessoas que sobrevive à queda de um avião e acaba parando em uma ilha misteriosa.

Os elementos que mais chamavam atenção na trama eram os seus diversos mistérios, que ganhavam complexidade conforme novos capítulos eram exibidos. Enquanto nem todos os segredos foram respondidos, os showrunners nunca pareceram fazer disso uma prioridade.

Prova disso é o capítulo final de Lost que, até os dias atuais, gera discussões sobre seu conteúdo — e alimenta teorias de que todos os personagens estavam mortos desde o início. No entanto, a explicação para o que acontece é mais simples do que isso.

Temporada final de Lost não ajudou em sua compreensão

Um dos elementos que ajudaram a atrapalhar a compreensão do final de Lost é a maneira confusa como sua temporada final avançou a trama. Em sua primeira metade, ela transformou personagens como Claire (Emilie de Ravin) e Sayid (Naveen Andrews) em vilões controlados pelo Homem de Preto (Titus Welliver), que estava tentando escapar da ilha.

Lost ficou marcada por seus personagens e mistérios nunca solucionadosLost ficou marcada por seus personagens e mistérios nunca solucionadosFonte:  Divulgação/ABC 

Outro elemento que gerou confusão foi o fato de os últimos episódios mostrarem cenas de uma realidade paralela, na qual o Voo 815 nunca caiu — mas seus passageiros continuaram tendo conexões improváveis.

No final da temporada, personagens que haviam ficado separados nesse novo universo, como Sun (Yunjin Kim) e Jin (Daniel) perceberam que deviam ficar juntos, assim como acontecia na realidade central da trama.

O ponto mais alto da última temporada acontece quando Jack (Matthew Fox) finalmente aceita que nunca chegou a ter um filho, e que era sua missão virar o novo guardião da ilha. Somente assim ele conseguiu tirar o peso da responsabilidade dos ombros de Jacob (Mark Pellegringo) e acabar com os planos do Homem de Preto, colocando fim à rivalidade entre os irmãos.

Os últimos episódios da série se preocupam menos em responder perguntas deixadas em aberto e mais em explicar que seus personagens sofreram o acidente por um bom motivo. Foi graças à união deles que a ilha deixou de ser um lugar perigoso para o mundo exterior e a batalha entre os “deuses” que a habitavam teve uma conclusão.

Mas eles estavam mortos?

Embora as cenas finais da série mostrem seus protagonistas se encontrando em uma espécie de “pós-vida”, isso não significa que eles sempre estiveram mortos. O que os fãs puderam testemunhar durante as seis temporadas foi real, incluindo as mortes e as fugas que alguns conseguiram fazer.

A intenção dos criadores de Lost foi mostrar que, após cada personagem viver sua própria vida (mesmo que elas não sejam mostradas até o fim), o grupo está destinado a se reencontrar. Além de compartilharem traumas, elas também cresceram juntos e têm uma conexão eterna por causa disso.

Embora confusa, essa solução mais metafísica e aberta a interpretações acaba funcionando para dar uma conclusão aos protagonistas que, se não é satisfatória para todos os fãs, ao menos é condizente com os temas da série — e mantém a dose de mistérios que, para o bem e para o mal, acabou fazendo sua fama.

Atualmente, a série completa está disponível no Star+.

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress