Jogos legendados e mais: 7 momentos marcantes da Nintendo no Brasil

Jogos legendados e mais: 7 momentos marcantes da Nintendo no Brasil

Muitos talvez não saibam, mas a Nintendo já esteve presente de maneira oficial em nosso país. Isso foi possível graças a uma parceria entre as empresas Estrela e Gradiente, dando origem à Playtronic — a marca oficial da Casa de Mario, no Lado de Cá.

No tempo em que esteve por aqui, tivemos a oportunidade de ver diversas iniciativas bacanas da parte da Nintendo. Caso seja fã da famosa Big N, relembre alguns desses momentos da empresa que foram marcantes aqui no Brasil.

1. Lançamento do Super Nintendo

Produtos oficiais em português foram o marco da Nintendo no Brasil.Produtos oficiais em português foram o marco da Nintendo no Brasil.Fonte:  Douglas Vieira/Voxel 

A Nintendo começou a trabalhar oficialmente em território nacional com o lançamento do Super Nintendo, em 1993. A empresa ainda disponibilizou, em períodos próximos, o Nintendinho e o Game Boy, mas eles não alcançaram o mesmo sucesso que a plataforma 16 bits.

Um dos marcos dessa parceria foi a chegada de produtos oficiais totalmente em português. Por meio da Playtronic, as caixas e manuais dos jogos vinham totalmente traduzidos em nosso idioma.

Aliás, alguns colecionadores chegam a pagar boas quantias por cópias completas de games lançados pela Playtronic. Dessa forma, caso tenha algo desse período, guarde com carinho, pois a tendência é que essas cópias continuem se valorizando.

2. Comerciais marcantes

A chegada da Nintendo ao Brasil significava mais que simplesmente disponibilizar produtos e traduzir o conteúdo das caixas e manuais. Por aqui, a empresa também investiu pesado em algumas ações de marketing, com propagandas específicas e voltadas para o público local.

Além de comerciais para os consoles, também tivemos algumas campanhas voltadas para jogos. Um destes casos, por exemplo, foi o de Killer Instinct, considerado um dos melhores jogos da Rare para o Super Nintendo.

3. Lançamento do Nintendo 64

Quando a Nintendo desembarcou oficialmente no Brasil, os consoles com os quais a companhia trabalha já tinham alguns anos de vida. Dessa forma, o Nintendo 64 foi a primeira plataforma da companhia que o público brasileiro acompanhou a trajetória do início ao fim.

Na ocasião, foi feito inclusive um evento para a imprensa e alguns profissionais da indústria, e os presentes puderam ver uma demonstração de Super Mario 64. Os materiais totalmente escritos em português também faziam parte do pacote das ações de lançamento da plataforma 64 bits em nossas terras.

4. Serviço de dicas por telefone

Com quatro plataformas disponíveis em nosso território e uma base de jogadores já formada, a Nintendo precisava oferecer suporte local aos clientes. Dessa forma, quem morava por aqui tinha dois canais diretos com a Casa de Mario: o Bit (Banco de Informação Total) para dúvidas gerais e a Power Line para obter dicas.

Aliás, essa era uma época em que a internet estava começando engatinhar e revistas de games eram a única fonte de informação. Por conta disso, a Power Line se popularizou bastante por ser uma forma rápida de desencalhar em alguma parte do jogo. Bastava pegar o telefone, informar a dúvida e obter a resposta.

Esse período ainda trouxe outro canal de comunicação com o público: o Hot Shots, um jornalzinho enviado para os consumidores. Ele trazia algumas dicas e até mesmo seção de novidades, e para recebê-lo basta enviar a carta-resposta presente em um produto original.

Hot Shots serviu como uma espécie de piloto para uma revista oficial da Nintendo no Brasil.Hot Shots serviu como uma espécie de piloto para uma revista oficial da Nintendo no Brasil.Fonte:  Douglas Vieira/Voxel 

5. Álbum de figurinhas

Álbuns de figurinha nunca saíram de moda, e a equipe da Playtronic teve uma boa sacada ao disponibilizar um livro ilustrado oficial da Nintendo no Brasil.

Em suas páginas, era possível colar figurinhas de jogos variados e receber dicas de games como Super Mario 64, Super Mario World 2: Yoshi’s Island e muitos outros. De quebra, alguns sortudos podiam conseguir consoles como brindes, o que só serviu para unir ainda mais a comunidade.

6. Chegada da revista oficial

A Nintendo norte-americana tinha uma presença forte com diversos canais, inclusive uma revista oficial. Essa era uma lacuna que ainda existia no Brasil, mas foi preenchida em 1998 com a chegada da Nintendo World.

A publicação mensal e oficial da Big N trazia conteúdo voltado para os amantes da marca. Quem folheava as páginas tinha a chance de ver matérias sobre todos os consoles da empresa (inclusive o Super Nintendo, que já estava saindo de linha), além de detonados, dicas, prévias e análises.

Aliás, o ano de 2023 marca o aniversário de 25 anos da revista, que infelizmente não existe mais — assim como muitas outras do estilo.

Nintendo World completa 25 anos desde o seu lançamento em 2023.Nintendo World completa 25 anos desde o seu lançamento em 2023.Fonte:  Douglas Vieira/Voxe 

7. Jogos localizados

Por fim, fechamos essa breve história com um feito mais recente: a localização de jogos em português brasileiro. Após muitos pedidos dos fãs, a empresa começou a trazer legendas em português e até um pouco de dublagem para os games no nosso país.

Nos últimos anos, donos de Switch tiveram a chance de ver alguns jogos em nosso idioma. Mario Party Superstars, Mario Strikers: Battle League, Pikmin 4, F-ZERO 99 e Kirby’s Return to Dream Land Deluxe são apenas alguns exemplos nessa grande lista.

Outro destaque importante vai para Super Mario Bros. Wonder, que está inclusive dublado em nosso idioma. Após anos sem trazer nem mesmo legendas ao país, esses lançamentos mostram que a companhia está mesmo dando cada vez mais valor ao Brasil.

E aí, qual momento da Nintendo mais marcou a sua vida? Comente nas redes sociais do Voxel!

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress