'Estrela da morte': lua de saturno pode abrigar oceano secreto, diz estudo

'Estrela da morte': lua de saturno pode abrigar oceano secreto, diz estudo

De acordo com novas observações realizadas por uma equipe de astrônomos, medições recentes da órbita da lua de Saturno conhecida como ‘Estrela da Morte’ sugerem a existência de um oceano agitado na região — apesar de sua aparência se assemelhar à nave bélica de Star Wars, o objeto cósmico é chamado oficialmente de Mimas.

Os especialistas explicam que o oceano líquido deve ter entre 20 e 30 quilômetros e está localizado abaixo do gelo; inclusive, afirmam que a superfície da lua só faria sentido com a existência desse amontoado de água.

A partir de dados coletados pela sonda Cassini, os cientistas perceberam que como a lua oscila na órbita de Saturno aponta que algo peculiar está acontecendo no satélite natural. Além de a explicação que sugere sobre um oceano líquido abaixo da superfície da ‘Estrela da Morte’, os investigadores também cogitaram se essa estranha característica também poderia ser explicada pela presença de um núcleo rochoso alongado.

Após uma análise detalhada sobre Mimas, os investigadores descartaram a possibilidade sobre um núcleo rochoso e concluíram que os dados realmente sugerem um oceano abaixo do gelo na superfície. Para chegar a essa conclusão, eles realizaram diferentes simulações para reproduzir o movimento de Mimas na órbita de Saturno com efeitos de um oceano assimétrico.

“Luas potencialmente abrigando um oceano global estão se tornando objetos relativamente comuns no Sistema Solar. A presença desses oceanos globais de longa duração é geralmente revelada por modificações na superfície devido à dinâmica interna. Portanto, Mimas seria o lugar mais improvável para procurar a presença de um oceano global”, os cientistas descrevem no novo artigo.

Um oceano na Estrela da Morte

Segundo as simulações do estudo, para ter um núcleo rochoso, o centro de Mimas precisaria ser alongado, mas isso não está consistente com outros dados observados na Lua. Assim, a explicação mais possível é que a ‘Estrela da Morte’ possui um oceano ‘secreto’, como acontece nas luas Encélado e Europa.

Mimas (imagem), ficou conhecida como 'Estrela da Morte' por conta de uma cratera característica que fornece sua aparência.Mimas (imagem), ficou conhecida como ‘Estrela da Morte’ por conta de uma cratera característica que fornece sua aparência.Fonte:  Frédéric Durillon / Animea Studio / Observatório de Paris / PSL / IMCCE 

Os dados apontam que o oceano está presente na lua há menos de 25 milhões de anos, enquanto sua profundidade inferior a 30 quilômetros só chegou nesse nível entre 2 e 3 milhões de anos atrás. Caso a informação seja confirmada em estudos seguintes, o oceano de Mimas pode auxiliar os cientistas a compreenderem melhor algumas questões fundamentais sobre a formação dos oceanos.

“Mimas oferece uma oportunidade única para estudar a diferenciação contínua induzida pelo derretimento e a extensa alteração aquosa impulsionada pelas interações água-rocha. Mimas pode, assim, fornecer uma janela de tempo para a evolução passada de Encélado e de outros mundos gelados agora silenciosos, incluindo luas uranianas e objetos do Cinturão de Kuiper”, os investigadores acrescentam.

Gostou do conteúdo? Então, fique sempre atualizado com mais estudos sobre astronomia aqui no TecMundo. Se desejar, aproveite para descobrir por que os astronautas não podem pousar em Saturno.

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress