Argylle: entenda as reviravoltas e a cena pós-crédito do filme

Argylle: entenda as reviravoltas e a cena pós-crédito do filme

O filme Argylle, dirigido por Matthew Vaughn (Kingsman), tem dado o que falar com suas reviravoltas inesperadas e uma cena pós-créditos que promete expandir ainda mais o universo de espionagem criado pelo cineasta.

Com um elenco de peso que inclui Henry Cavill, Bryce Dallas Howard e Sam Rockwell, o filme mergulha os espectadores em uma trama repleta de ação, mistério e intrigas internacionais.

Fonte:  Apple TV+ 

As reviravoltas de Argylle

O longa inicia com a intrigante história de uma escritora reclusa cuja vida sofre uma reviravolta dramática ao descobrir que a trama de seu mais recente romance de espionagem se assemelha de maneira surpreendente aos atos ilícitos de uma sinistra organização criminosa.

Essa descoberta desencadeia uma série de eventos que mergulham a mulher em um mundo de espionagem e perigo que ela jamais poderia ter imaginado, desafiando as fronteiras entre ficção e realidade.

Uma das maiores surpresas é a revelação da verdadeira identidade de Elly Conway, interpretada por Bryce Dallas Howard. Inicialmente apresentada como uma simples escritora, Elly é na verdade uma agente dupla trabalhando tanto para a CIA quanto para uma organização nefasta conhecida como The Division (“A Divisão” em tradução livre).

Fonte:  Apple TV+ 

A complexidade de sua personagem é aprofundada quando descobrimos que ela sofreu lavagem cerebral e teve sua memória manipulada, tornando-a uma parte essencial nos planos da organização sem que ela própria se desse conta.

O clímax do filme revela a existência do verdadeiro Agente Argylle, interpretado por Henry Cavill, que se apresenta de forma surpreendente durante um evento, levantando questões sobre sua conexão com Elly e a possibilidade de futuras colaborações entre eles.

A cena pós-créditos e o universo expandido

A cena pós-créditos é quando as coisas ficam particularmente interessantes para os fãs do gênero de espionagem. Nela, somos apresentados a uma jovem versão de Aubrey Argylle, interpretada por Louis Partridge, entrando em um bar chamado “The King’s Man”.

Fonte:  20th Century Fox 

Esta adição no final não só pode confirmar a existência de um universo compartilhado entre Argylle e a franquia Kingsman, mas também estabelece uma conexão direta entre o passado do espião e a organização Kingsman, insinuando futuras linhas narrativas e possíveis crossovers.

A inclusão dessa cena pós-créditos sugere planos ambiciosos para o futuro deste novo longa, podendo se tornar uma franquia com potenciais prequels, sequências e crossovers já sendo discutidos. O diretor Matthew Vaughn parece estar construindo um novo universo de espionagem que poderá entrelaçar diversas narrativas e personagens em um tecido complexo de histórias interconectadas.

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress