Albert Einstein gerado por IA dá aula em universidade de Hong Kong

Albert Einstein gerado por IA dá aula em universidade de Hong Kong

A Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) está testando o uso de professores gerados por inteligência artificial generativa que ministram aulas no curso de pós-graduação “Redes sociais para criativos”. Um destes instrutores criados com o auxílio da tecnologia é o famoso físico alemão Albert Einstein, falecido em 1955.

O projeto, iniciado recentemente, possui 10 “palestrantes de IA” com variadas nacionalidades, profissões e origens culturais. A criação dos professores virtuais envolveu o uso de ferramentas como o gerador de imagens MidJourney e os populares chatbots ChatGPT e Copilot, entre outros recursos.

Professores criados por IA que aparecem nas aulas da HKUST.Professores criados por IA que aparecem nas aulas da HKUST. (Imagem: HKUST/Divulgação)Fonte:  HKUST/Divulgação 

 Fonte:  HKUST/Divulgação 

Também foram utilizados o gerador de animação de rosto falante baseado em código aberto, SadTalker, e uma versão aprimorada da ferramenta de animação facial 3D, EmoTalk. Como resultado, surgiram professores virtuais com fala e movimentos corporais mais próximos à realidade, conforme a HKUST.

Este curso que conta com instrutores gerados por IA trata dos impactos das redes sociais e das inúmeras possibilidades proporcionadas pelas tecnologias imersivas, com cada um deles abordando um determinado aspecto. O Einstein virtual, por exemplo, explica a teoria dos jogos para os alunos.

Como funcionam as aulas com professores gerados por IA?

As versões virtuais de Einstein e dos demais palestrantes da Universidade de Hong Kong, que inclui outras figuras famosas, são geradas após slides com os conteúdos das aulas serem carregados no programa. A ferramenta gera avatares que podem ser personalizados, modificando a aparência, os gestos e a voz.

Os 30 alunos matriculados no curso podem ter acesso às aulas utilizando óculos de realidade virtual, em uma experiência mais imersiva, ou na tela do computador, sem a necessidade de equipamentos adicionais. Cabe destacar que as aulas são híbridas, contando também com a presença de professores reais.

Segundo o professor Pan Hui, que lidera o projeto da HKUST, os instrutores feitos com IA são responsáveis por explicar os assuntos “mais tediosos”, tornando os conteúdos mais receptivos. Em uma etapa anterior, a instituição chegou a testar professores virtuais com personagens de animes, porém eles não transmitiam a mesma credibilidade das figuras humanas.

%MCEPASTEBIN%

source

@nvgazeta.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress